Saturday, January 9, 2016

Wednesday, January 6, 2016

Colegio Sagrado Coração de Jesus

Salão Nobre do Colégio Sagrado Coração de Jesus circa 1960. It was built between 1955 and 1957.

Liga de São Tarcisio do Colegio Sagrado Coração de Jesus circa 1956. Terezinha Martinez writes at Facebook: reconheço as amigas Vera Lucia e Maria Isabel Lorenzetti, Maria Amelia Catapreta, Deuzi e Maria Ines Machado, Maria Teresa Otaino, Antonio e Maria Lucia Poletti, Zelma Cordeiro, Odila Quadros, Sonia Maria Porto, Sonia Maria Gomes, Eucléia, Ednéia e Meire Primo, Edna Gomes, Maria Aparecida Pereira, Hilda Vago... meus irmãos Antonio Tadeu Martinez, Vera Lucia Martinez Battistetti, Maria Magna Martinez Fernandes e Eu (Terezinha Martinez).

Maria Aylza Torresan Rappacci writes about this photo at facebook: Além de minha professora de matemática, Irmã Anacleta era minha orientadora de catequese na Igreja São Miguel, quando eu ajudava como catequista, e como professora volutária na Escola Gratuíta que as Irmãs contruíram para crianças da região, onde eu também morava. Eu fazia o Curso Normal no Colégio Sagrado Coração de 1952 a 1956. Sinto muita saudade da Irmã Anacleta, da sua bondade, do seu dinamismo e idealismo. Aprendi muito com ela.  

SANTO ANTONIO through the years

padre Fernando Guarda dá a Primeira Comunhão a meninas da zona rural de Marília.
 
pe. Fernando Guarda visita a casa de táboas na comemoração da 1a. Comunhão. 
Primo Betti leva padre visitante (de sobre-tudo branco) para tomar seu trem, tendo ao lado pe. Fernando.
Pe. Fernando Guarda acompanha o visitante até o vagão de trem da Cia. Paulista.
a cúpula clerical de Marília tendo Monsignor Bicudo ao lado de Dom Hugo Bressane, bispo da cidade, em frente à catedral; pe. Cezar da matriz de Sto.Antonio senta-se à direita.
interior da matriz de Santo Antonio circa 1957.

Casa Paroquial da Santo Antonio, na rua Prudente de Moraes - pe. Fernando Guarda e coroinhas diversos.
padres Stigmatinos canadenses, pe. Fernando e Matsuda, fotógrafo.
Foto Matsuda, provável fonte de todo esse acervo aqui mostrado.


1928 - 1958 Paróquia de Santo Antonio 

A Paróquia de Santo Antonio foi criada por decreto de 29 Setembro 1936. Padre Victor Mazzei foi seu 1o. vigário - hoje Mazzei é Monsignor e trabalha em Araçatuba. Pe. Luiz de Menezes Medeiros Neto, da arqui-diocese de Maceió-CE, foi o próximo vigário da Santo Antonio até tornar-se deputado federal constituinte em 1946 pelo PSD. Depois do Golpe Militar de 1964, pe. Luiz filiou-se à Arena, partido de sustentação do regime de exceção. 

Padre José Fortunato ficou 5 anos como pároco e foi neste exercício que se iniciou o movimento Pró-Construção da Nova Matriz, lançando os alicerces do futuro templo antes de partir para Taubaté-SP, sua terra natal , em início de 1946.

Justamente em 1946, a Paróquia foi entregue à Congregação dos Padres Estigmatinos com a vinda de pe. Augusto Casagrande e seu coadjuvante pe. Dario de Romedis.

Em 14 Fevereiro 1950, pe. Luciano Orlando Giovanni torna-se pároco, dando tudo de si para a comunidade até 11 Fevereiro 1956, quando pe. Gezar Luzío Jr. toma o comando da paróquia até os dias de hoje (1958).  

foto tirada a partir da torre da Santo Antonio vendo a esquina da Avenida Santo Antonio com a rua Prudente de Moraes.
Salão-teatro localizado na parte de baixo da antiga Igreja Santo Antonio circa 1952.
vista de Marilia a partir da Avenida Santo Antonio, tendo a rua Prudente de Moraes à esquerda e a rua 9 de Julho à direita. Seguindo-se a 9 de Julho nota-se o Lider Hotel quase ao topo do lado direito.
Rua 24 de Dezembro entre ruas Catanduva e Piratinga circa 1965; Matriz de Sto.Antonio se avoluma no background...